Vídeo: 110 Anos de Soto Zen Budismo na América do Sul

agosto 13, 2013 às 9:29 pm | Publicado em Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Viagem ao Japão 2011, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário

O 110º Aniversário e Eventos Comemorativos do Soto Zen Budismo na América do Sul e Havaí.
(traduzido do site oficial do Soto Zen Japonês)

Este ano marca o 110º aniversário do Budismo Soto Zen na América do Sul e Havaí. (A missão Soto Zen do Templo Shoboji, Havaí, também celebrará o centésimo aniversário de sua fundação).

Em 1903, o Reverendo Taian Ueno chegou ao Peru e os Reverendos Kawahara Senei e Kan Ryoun foram ao Havaí. Juntos eles plantaram as sementes do Soto Zen. Estas sementes cresceram e se enraizaram em ambos os lugares, e se tornaram esplêndidas e enormes árvores no decorrer de 110 anos. As folhas e os ramos destas árvores gentilmente cobrem os membros do templo e amigos, oferecendo um lugar onde eles podem viver em paz.

Para honrar os Kaikyoshi (agora Kokusaifukyoshi) que passarram por muitas dificuldades em disseminar o Soto Zen em ambos locais, e para reconhecer as realizações dos membros dos templos que ajudaram a preservá-los e protegê-los, eventos comemorativos, incluindo o serviço do 110º aniversário, serão executados de acordo com a seguinte agenda:

O 110º Aniversário e Eventos Comemorativos do Soto Zen Budismo na América do Sul

Data: Sábado, 24 de Agosto de 2013, 16:00 h.
Local: Centro Cultural Peruano Japonês, Lima, República do Peru
Cerimônia de apresentação de um sino em honra à amizade Japão-Peru
Serviço memorial para falecidos imigrantes japoneses e nipo-peruanos
Cerimônia comemorativa do 110º aniversário de atividades de ensino do Sotoshu.
Banquete comemorativo

Data: Domingo, 25 de Agosto de 2013, 11:00 h.
Local: Jionji, Cañete, República do Peru
Visitação e recitação nos cemitérios Casablanca e S. Vicente
Serviço memorial para o fundador de Jionji e antigos monges residentes
Serviço de Urabon Sejiki
Almoço

. Ler reportagem El templo zen más antiguo de Sudamérica está en Cañete (em espanhol)

Viagem ao Japão 2011: 03 – Hiroshima (II)

agosto 24, 2012 às 11:04 am | Publicado em Bomba atômica, Cultura Japonesa, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Viagem ao Japão 2011, Zen Budismo em Porto Alegre, Zen e Artes Marciais | Deixe um comentário

Torre do Castelo de Hiroshima

Dando continuidade à viagem ao Japão para as cerimônias de Zuise, depois da visita ao Parque Memorial da Paz, passei a noite num albergue excelente chamado K’s House; esta foi a minha primeira experiência num albergue japonês. Na maior parte das vezes, os albergues japoneses são bem limpos e confortáveis, apesar dos quartos pequenos. Este não fugiu à regra de limpeza e conforto e, desta forma, passei uma noite bastante agradável.

Na manhã seguinte, lembrando dos meus alunos praticantes de artes marciais, fui visitar o Castelo de Hiroshima. Esse castelo foi construído no século 14 pela família Mori, que governou uma região que hoje engloba Hiroshima, Shimane, Yamaguchi e parte das províncias de Tottori e Okayama. Em 1619 o controle passou para a família Asano, que governou durante 12 gerações até a abolição dos domínios feudais, na restauração Meiji, 250 anos mais tarde.

A menos de 300 metros do epicentro da explosão da bomba atômica, o castelo e seus residentes foram literalmente vaporizados no dia 6 de agosto de 1945. Todos morreram em menos de um segundo.

Uma das torres foi reconstruída em 1958 e hoje serve como museu onde são exibidos um grande número de artigos históricos. O restante da área é mantido como um parque memorial em que se pode ver ruínas de algumas das construções originais, além de três árvores que sobreviveram à bomba.

. Ver as fotos desta etapa da viagem com legendas explicativas no álbum no PicasaWeb.

Postagens anteriores sobre a viagem:
1. Viagem ao Japão 2011: 01 – Tokyo & Sojiji (Yokohama)
2. Viagem ao Japão 2011: 02 – Hiroshima (I)

Viagem ao Japão 2011: 02 – Hiroshima (I)

agosto 6, 2012 às 10:00 am | Publicado em Bomba atômica, Cultura de Paz, Cultura Japonesa, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Uncategorized, Viagem ao Japão 2011, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário
Cúpula da Paz, Hiroshima

Cúpula da Paz, Hiroshima

Ainda durante a minha viagem ao Japão para as cerimônias de Zuise, aproveitei para fazer outras viagens e visitas. Um dos trechos mais importantes para mim, como pessoa, foi a viagem até a cidade de Hiroshima.

Nascida e criada nos Estados Unidos, nunca me conformei com o lançamento das duas bombas atômicas sobre cidades japonesas pelo meu país (agora tenho dupla nacionalidade, pois me naturalizei brasileira) no dia 6 de agosto de 1945. Até hoje, muitos acreditam que a má-tradução da palavra “mokusatsu” (ver este documento desclassificado – em inglês – do site da Agência de Segurança Nacional Norte-Americana)  foi um dos fatores que levou a esta tragédia enquanto que outros acreditam que a crença dos americanos de uma ameaça representada pela Rússia sob a liderança do Stalin foi o fator decisivo.

Consequentemente, sempre nutri o sonho de poder visitar pelo menos uma destas cidades, a Hiroshima (que foi a primeira a ser destruída pela bomba), para “oferecer incenso” e fazer o meu pedido de desculpas pelo meu país.

Parque Memorial da Paz

Assim sendo, chegando na cidade no início da tarde, logo fui até o Parque Memorial da Paz, onde refleti e fiz oração em frente da Cúpula da Paz, andei bastante dentro do parque, toquei o Sino da Paz e visitei o Museu da Paz.

. Ver as fotos desta etapa da viagem com legendas explicativas no album no PicasaWeb.
. Fazer um “tour virtual” do Memorial da Paz (Cúpula da Bomba Atômica) e redondezas pelo Google

Postagens anteriores sobre a viagem:
1. Viagem ao Japão 2011: 01 – Tokyo & Sojiji (Yokohama)

Viagem ao Japão 2011: 01 – Tokyo & Sojiji (Yokohama)

dezembro 19, 2011 às 6:48 pm | Publicado em Japão e Cultura Japonês, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Professor de Darma Zen Budista, Uncategorized, Viagem ao Japão 2011, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário

Kirigaya-ji, depois do serviço memorial

Em setembro deste ano, viajei para o Japão para realizar as formalidades de Zuise” nos dois templos-sede da nossa tradição, o último passo no processo de reconhecimento como monja plenamente formada como “oshô”, habilitada como Professor do Darma (Sensei) e autorizada a tornar-se abadessa de um templo oficialmente reconhecido.

Chegando no Japão, fui recebida no Templo Kirigaya-ji, cujo abade é o Rev. Junryû Kuroda, Roshi. Irmão mais novo do mestre Zen Maezumi Roshi (professor de ordenação da Monja Coen, a minha professora de ordenação), ele tem sido uma pessoa importante para o Zen ocidental devido ao seu apoio a muitos monges estrangeiros – inclusive eu. Cultivo imensa gratidão por todos os tipos de ajuda que ele tem me oferecido durante os anos do meu treinamento.

Na manhã seguinte, pude ajudar num serviço memorial; após, tiramos uma foto do grupo.

Em seguida, o Kono-san (monge do Kirigaya-ji que é amigo nosso e que passou alguns anos ajudando no Templo Busshinji em São Paulo) gentilmente me levou até o Templo-sede Sojiji, onde pude ser “abadessa por uma noite”, conforme relatado no texto sobre esta formalidade chamado Zuise.

Foto oficial – Cerimônia de Zuise no Sojiji – Onoda Roshi, Monja Isshin e Kono-san

Fiquei muito feliz e honrada com a presença do meu professor de transmissão, Onoda Roshi, na cerimônia.

Mais ainda, quase 10 anos atrás, tive a honra de estar presente na cerimônia de Zuise do Kono-san (tenho a foto comigo até hoje) e, por isso, foi muito importante para mim poder ter a presença dele na minha cerimônia.

Terminado o cerimonial de Zuise, o meu professor me levou num pequeno “tour” da região central do Tokyo num “Sky Bus”. Finalizamos o passeio almoçando junto com uma de suas filhas, que trabalha em Tokyo.

Para ver as fotos desta etapa da viagem com legendas explicativas, visite o álbum no PicasaWeb.

Próxima postagem sobre a viagem:
2. Viagem ao Japão 2011: 2 – Hiroshima (I)

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: