Vídeo: Apenas mais um dia

novembro 14, 2013 às 10:27 pm | Publicado em Música, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Vídeo, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário

No Brasil, a percepção das quatro estações é bastante difícil. Em São Paulo, por exemplo, falam que cheguem a ter “as quatro estações num único dia”, mas a verdadeira mudança das estações é bem diferente.

Nos países de clima temperado as estações são bem claras e demarcadas. São uma lição forte da impermanência que tem uma influência grande sobre a mente coletiva destes povos. Tenho um teoria não-científica em minha cabeça de que estes povos, durante o seu curso de evolução, desenvolverem uma espécie de “linha do tempo futuro” na mente inconsciente coletiva, marcando a aproximação do tempo de plantio, cultivo e colheita, pois, quem não tivesse alimento estocado em quantidade suficiente para comer durante o inverno morreria de fome durante os duros invernos destas regiões. Para sobreviver, era necessário ter certo senso de urgência em relação à passagem do tempo e os prazos para realizar certas tarefas (plantio, cultivo e colheita). Acredito que esta memória coletiva facilita, até hoje, a aprendizagem de administração do tempo e cumprimento de prazos.

Enquanto isto, para os povos das regiões tropicais e subtropicais, a falta de estações claras pode facilitar a delusão de “permanência” num mundo de relativamente poucas mudanças impactantes. Em termos de evolução, há uma abundância de alimentos durante o ano inteiro e estes povos podem viver constantemente numa espécie de “agora” com poucas preocupações. Já li, em algum lugar da internet, que isto leva a um estilo de vida com tendências hedonistas, voltado para o prazer imediato.

Na minha “teoria”, estes povos não precisam de uma “linha do tempo futuro” de meses ou anos – só alguns dias já é o suficiente. Acredito que todos os seres humanos enfrentam um desafio para lidar com uma tendência para cair na procrastinação (que geralmente representa uma fuga de uma tarefa que é visto como não-prazerosa), mas acho que os povos dos países tropicais têm que vencer mais um obstáculo criado pela falta de uma memória sobre a necessidade de planejamento do tempo para o plantio, cultivo, colheita e sobrevivência do período de inverno.

Vejo que muitos dos meus alunos têm dificuldade em desenvolver uma tarefa aos poucos, passo-por-passo, durante um, dois ou três meses.  É como se eles não conseguissem perceber a passagem do tempo e a aproximação da data final para a realização de uma tarefa. Como parte da prática de Samu, posso solicitar para alunos a realização de uma tarefa para ser finalizada daqui a três meses e, o que é que geralmente acontece, se eu não “ficar em cima”? Frequentemente é somente no último momento que irão se lembrar da tarefa e passarão um desespero tentando dar um jeito para cumprir o prazo – ou simplesmente voltar com desculpas dizendo que “não deu”… E fazem assim nas suas vidas diárias. Com a nossa prática, passo-por-passo, estão desenvolvendo suas “linhas do tempo futuro” e passando a ter menos problema com isto.

Com a canção “It’s just another day” (Apenas um outro dia, do músico britânico Brian Eno) de fundo, este vídeo em “time-lapse” de  Johnny Martineau mostra um bosque passando pelas quatro estações.

Maravilha!

Letra (do site VagaLume):

Just Another Day

Oh it’s just another day
It’s just another day on Earth

Oh it’s just another day
Just another day
It’s just another day on Earth

Oh it’s just another day on Earth
It’s just another day on Earth

One day, we will put it all behind
We’ll say, that was just another time
We’ll say, that was just another day on Earth
We’ll say, that was just another time

One day, we will put it all behind
We’ll say, that was just another day on Earth

Just another day
It’s just another day

Oh it’s just another day on Earth
It’s just another day on Earth

Apenas um outro dia

Ah, é apenas mais um dia
É apenas mais um dia na Terra

Ah, é apenas mais um dia
Só mais um dia
É apenas mais um dia na Terra

Ah, é apenas mais um dia na Terra
É apenas mais um dia na Terra

Um dia, vamos colocar tudo isso para trás
Vamos dizer que era apenas mais uma vez
Vamos dizer que foi apenas mais um dia na Terra
Vamos dizer que era apenas mais uma vez

Um dia, vamos colocar tudo isso para trás
Vamos dizer que foi apenas mais um dia na Terra

Só mais um dia
É apenas mais um dia

Ah, é apenas mais um dia na Terra
É apenas mais um dia na Terra

Um outro vídeo do mesmo video-maker, com mais uma canção do Brian Eno:

How Many Worlds

Thinking of a world and the light of the sun
And all the many lives that were ever begun,
Ever begun.

Our little world turning in the blue
As each day goes there’s another one new,
Another one new.

How many people will we feed today,
How many lips will we kiss today,
If we wake up?

How many worlds will we ever see,
And how many people can we ever be,
If we wake up?

Thinking of a world in the light of the sun
And all the many lives that were ever begun,
Ever begun.

Quantos Mundos

Pensando num mundo na luz do sol
E todas as muitas vidas que já foram iniciadas,
Já iniciadas.

Nosso pequeno mundo girando no azul
A cada dia que passa há um outro novo,
Um outro novo.

Quantas pessoas alimentaremos hoje,
Quantos lábios beijaremos hoje,
Se acordamos?

Quantos mundos será que veremos,
E quantas pessoas podemos chegar a ser,
Se acordamos?

Pensando num mundo na luz do sol
E todas as muitas vidas que já foram iniciadas,
Já iniciadas.

Revisada da tradução encontrado no site Letras.mus.br http://letras.mus.br/brian-eno/1049326/traducao.html

Finalmente, mais um time-lapse do mesmo video-maker:

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: