Iesu Bosatsu

dezembro 26, 2010 às 9:08 am | Publicado em Cultura Japonesa, Diálogo Interreligioso, Japão e Cultura Japonês, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Uncategorized, Zen Budismo em Porto Alegre | 1 Comentário

No Japão, o Natal geralmente é celebrado como um dia alegre para a troca de presentes.

No mosteiro onde treinei não havia a troca de presentes, mas celebramos o dia com uma refeição especial.

Por ser um país xintó-budista, com somente 1% da população cristã, o dia de natal não é um dia religioso, nem é feriado.

Mesmo assim, Jesus, que é chamado Iesu, tem o seu lugar na cultura.

Reproduzo abaixo um texto que saiu num blog de zen budismo coreano, traduzido do inglês.

O Bodhisattva Jesus
25 de dezembro de 2010 por Chong Go Sunim

Aqui na Coréia, os budistas olham para os feriados de Natal com bom humor, e, quando falam sobre Jesus, às vezes o chamam Iesu Bosalnim, o Bodhisattva Jesus [“Iesu Bosatsu”, em japonês].

O sentimento geral é que há muitos ensinamentos excelentes de Jesus. Talvez não seja o caminho direto à iluminação e nirvana, mas se uma pessoa fizer o seu melhor para aplicar seus ensinamentos, certamente se tornará uma benção para todos em volta.

Também não teria que se preocupar demais sobre o que aconteceria depois da morte. Porque bondade naturalmente atrai bondade, generosidade atrai generosidade. Se o seu coração-mente é grande e generoso, naturalmente será atraído para lugares  e pessoas que são assim. Infelizmente, se o coração-mente for frio e pequeno, é naquele tipo de lugar onde também encontrará o seu “lar”.

Então os esforços que fazemos nunca serão perdidos. Nada fica desperdiçado.

“Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede, recebe; e quem busca, acha; e ao que bate, abrir-se-lhe-á.” (Mateus 7: 7-8)

.

Feliz Natal e um Excelente Ano Novo!

.

Imagens: Inicialmente estas eram cartões de natal. A primeira veio do Japão e o segundo é de uma artista residente da Tailândia, Nancy Chandler.

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. É bonito ver a integração de culturas, o compartilhar tradições. Assim se estabelecem caminhos e o coração-mente da generosidade germina em todas as direções, certamente.
    Com relação aqueles que não tem essa postura, este texto me fez perceber que influências que permanecem sem integração e compaixão e se colocam como detentoras de poder, na verdade são um coração pequeno. Abraço.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: