Vídeo: Entrevista – um ano de Francisco

março 28, 2014 às 4:44 pm | Publicado em Cultura de Paz, Diálogo Interreligioso, Entrevista, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Vídeo, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário

Aqui, o vídeo da entrevista, gravada no dia 7 de março pela Rede Vida de televisão, filial de Porto Alegre, como parte de uma sequência de entrevistas dos membros do Grupo de Diálogo Inter-religioso de Porto Alegre com reflexões sobre o primeiro ano do Papa Francisco na liderança da Igreja Católica.

Vídeo: Cerimônia de chá chinesa

março 26, 2014 às 3:26 pm | Publicado em Cultura Japonesa, Japão e Cultura Japonês, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Vídeo, Zen Budismo em Porto Alegre, Zen e as Artes | Deixe um comentário

A Cerimônia de Chá japonesa (Sadô) teve sua origem na cerimônia de chá chinês, mas passou por grandes modificações a partir de sua importação daquele país.

Aqui temos um vídeo da cerimônia de chá chinesa:

E temos um vídeo sobre a cerimônia japonesa, no estilo “Urasenke”, que foi o estilo que cheguei a praticar um pouquinho durante o meu treinamento no mosteiro no Japão:

Gyôchá

Gyôchá

No mosteiro – e aqui na nossa Sanga – temos, além do treinamento na Cerimõnia de Chá. um estilo de servir chá formalmente, que é chamado “Gyôchá”, que faz parte da nossa prática.

Vídeo: Seminário sobre a diversidade religiosa

março 15, 2014 às 6:29 pm | Publicado em Blogroll, Cultura de Paz, Diálogo Interreligioso, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Vídeo, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário
Tags:

No dia 12 de março, foi realizado o seminário “Diálogos sobre a diversidade religiosa no Rio Grande do Sul”. O evento foi promovido pela Secretaria de Justiça e Direitos Humanos no Hotel Ritter, em Porto Alegre.

O juiz de direito e antropólogo social Roberto Arriada Lorea, coordenador do Centro Judiciário de Mediação Familiar, falou sobre a laicidade do Estado e o professor de História da UFRGS Francisco Marshall falou sobre o ensino religioso nas escolas.

O evento encerrou-se com uma palestra magna ministrado pelo filosofo e teologo Leonardo Boff.

Lançamento de livro infantil do Mestre Zen Saikawa Roshi

fevereiro 25, 2014 às 7:24 pm | Publicado em Compaixão Zen Budista, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Professor de Darma Zen Budista, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário

Lançamento de “A Jornada de Tarô” ocorre em 15 de março na Livraria Cultura

Livro infantil de Saikawa Roshi ensina solidariedade e compaixão

ILUSTRAÇÃO: Dosho Saikawa Roshi

ILUSTRAÇÃO: Dosho Saikawa Roshi

A Livraria Cultura e a Companhia das Letrinhas convidam para o lançamento do livro “A Jornada de Tarô”.

Com a presença da autor Dosho Saikawa Roshi, Abade do Templo Busshinji, da tradutora Heloisa Prieto, praticante na Sangha Kaya, e contação de histórias por Andi Rubinstein.

Escrita pelo mestre Dosho Saikawa Roshi, esta fábula nos fala de um dos princípios do Zen Budismo, trazendo mensagens de paz e tolerância, assim como ensinamentos importantes de solidariedade e compaixão universais.

Para quem quiser conhecer um pouco mais sobre a origem do livro “A jornada de Tarô”, e sobre o contato de Saikawa Roshi com o público infantil, pode ler texto publicado pela escritora Heloísa Prieto na Folha de S. Paulo, em agosto de 2013.

A Folha também publicou trecho das aventuras de Tarô, em matéria especial de agosto.

São Paulo
Sábado, 15 de março, às 11h
LIVRARIA CULTURA – TEATRO EVA HERZ
Av. Paulista, 2073 – Conjunto Nacional
Telefone: 3170-4041

Vídeo: Politicamente correto ou emocionalmente correto?

fevereiro 22, 2014 às 10:13 pm | Publicado em Blogroll, Compaixão Zen Budista, Cultura de Paz, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Uncategorized, Vídeo, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário
Tags: , ,

Segue mais uma palestra de TED. Agora temos a comentarista de Fox News, Sally Kohn, falando sobre a diferença entre o politicamente correto e o emocionalmente correto nos nossos relacionamento. Neste processo está nos falando sobre a Fala Correta (uma parte do Caminho de Oito Aspectos da nossa prática budista) e a Compaixão. Uma palestra maravilhosa!

1o Encontro Zen Latinoamericano

fevereiro 15, 2014 às 11:13 pm | Publicado em Blogroll, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Professor de Darma Zen Budista, Uncategorized, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário

1er ENCUENTRO ZEN LATINOAMERICANO
Buenos Aires, Argentina
15 al 20 de Abril de 2014

Informes e inscripciones en: zenamericadelsur@gmail.com

PROGRAMACIÓN GENERAL
Semana del 15 al 20 de abril del 2014

Todas las actividades son posibles gracias al aporte de voluntarios y colaboradores de muchos grupos e instituciones, y pueden estar sujetas a modificaciones.

**En las actividades publicas y gratuitas, se aceptara publico de acuerdo a la capacidad de las instalaciones.

MARTES 15 DE ABRIL
ACTIVIDADES ZEN Y CULTURA
Lugar: Auditorio de la Fundación OSDE-Edificio Carlos Pellegrini.  Leandro Alem 1067 2do subsuelo.
14:00 RECEPCION Y ACREDITACION DE PARTICIPANTES
15:00 ACTO INAUGURAL
.          PRESENTACION DELEGACIONES
16:00 CONFERENCIA: “110 Años de Zen en América del Sur”, dialogo con panel de Maestros invitados.
17:00 Refrigerio
18:00 CINE DEBATE: “Un Buda”

MIÉRCOLES 16 DE ABRIL
VISITAS GUIADAS ZEN Y CULTURA
10:00 Casa Tradicional de Campo Japonesa (Minka)
12:30 Templo Tzong Kuang
.          Historia e iconografía del templo
.          Almuerzo vegetariano
15:00 Jardín Japones de Buenos Aires
.          Caminata y descripción de elementos del Jardín
.         Casa Tradicional de Ceremonia del Te (Chashitsu)
17:00 Museo Nacional de Arte Oriental
.          Inauguración de exposición de arte budista
.          Conferencia y presentación de pagoda monumental
19:00 a 20:00 Check-in Casa de Retiro
.          Cena en Casa de Retiro

En la Asociación Japonesa en la Argentina (Sede A.J.A.) – Independencia 732
19:00 Taller de Introducción a la Meditación Zen (Dojo San Telmo) -

JUEVES 17 DE ABRIL
RETIRO DE MEDITACIÓN (Día 1)
Lugar: Casa de Retiro Cardenal Copello, Barzana 1535, Buenos Aires
.
        Practicas de Recitación Zen
.         Clase de Maestro Zen (Teisho)

EXPOSICIÓN ZEN Y CULTURA
Lugar: Sede A.J.A.
14:00 Recepción y exposición de obras:
.          Feria del libro zen
.          Exposición artística, pinturas, caligrafías, ikebana,  bordados
.          Fotogalería latinoamericana

VIERNES 18 DE ABRIL
RETIRO DE MEDITACION (Día 2)
Casa de Retiro Cardenal Copello, Barzana 1535, Buenos Aires
.        
Practicas con instrumentos orientales
.         Clase de Maestro Zen (Teisho)
.         Dialogo abierto de los participantes del Retiro
18:00 Check-out Casa de Retiro

ACTIVIDADES ZEN Y CULTURA
Lugar: Sede A.J.A.
15:00 Taller Gimnasia Japonesa (Taiso)
16:00 Demostración Artes Marciales
.          Kenjutsu
.          Kendo
.          Karate

SABADO 19 DE ABRIL
ACTIVIDADES ZEN Y CULTURA
Lugar: Sede A.J.A.
 8:00 Practica Meditación
9:00 Ceremonia por la Paz y el Bienestar de todos los Seres
9:45 Te formal
10:30 Clase de Maestro Zen (Teisho)
11:30 Mesas redondas: “Zen, puente de culturas”
13:00 Almuerzo informal
14:00 Taller de Introducción a la Meditación Zen
15:00 Taller de Anma (Auto-masaje japones)
16:00 Taller Haiku (poesía japonesa)
16:30 Taller Shodo (caligrafía japonesa)
17:30 Demostración Artes Marciales
.          Kyudo (arqueria tradicional)
.          Aikido
18:30 ACTO CENTRAL
.          Discursos y agradecimientos
.          Foto conmemorativa
.          Números musicales de danza y baile
19:30 Brindis y lunch

DOMINGO 20 DE ABRIL
Lugar: Furaibo, Adolfo Alsina 429
VISITA FURAIBO (Resto/Templo Japones)
11:00 Practica de Recitación de Mantras
12:30 Almuerzo Japones
14:00 Practica de Ceremonia de Te

Fin de actividades del encuentro

do site Zen America del Sur

Ignorância e a xícara cheia (1)

fevereiro 10, 2014 às 10:18 am | Publicado em Blogroll, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Professor de Darma Zen Budista, Vídeo, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário

De acordo com o Satyasiddhi Sastra de Harivarman, Capítulo 127: A respeito da Ignorância, sofremos de dois tipos de ignorância.

O primeiro é a simples falta de informação e é o mais fácil dos dois de ser solucionado. Mas o segundo é terrível e é causa de muito sofrimento. É o “falso saber”, em que a pessoa acredita que sabe algo, acredita que o seu saber está correto, mas na realidade está errado e a referida pessoa está cultivando uma delusão.

Durante séculos acreditava-se que a Terra era plana. Afinal, parecia óbvio! Qualquer um podia ver! Os primeiros navegadores morriam de medo de cair num abismo na hora de chegar ao limite do oceano deste mundo plano. Falso saber.

Quando chegamos à prática budista, frequentemente estamos cheios de ideias preconcebidas. Isto é especialmente verdadeiro se temos uma tendência intelectual e obtemos grande prazer de leituras e pesquisas. Frequentemente, como alunos, estes tipos são os piores e os mais difíceis de treinar. Lembramos que Ananda, extremamente inteligente, com memória perfeita, não conseguiu alcançar a iluminação enquanto o Buda ainda estava vivo, apesar de sua proximidade do grande mestre e sua total dedicação! Cheio de “falso saber”, nem o próprio Buda conseguiu ensiná-lo. Durante muito tempo, Ananda ficou mais ou menos como um papagaio, capaz de repetir palavra por palavra todos os ensinamentos do Buda, mas incapaz de compreendê-los ou, mais importante, realizá-los.

Temos também uma história sobre um mestre zen que recebeu a visita de um professor universitário, que falava e falava – e falava – de seus conhecimentos. Ao servir-lhe chá, o mestre encheu sua xícara até transbordar e ainda continuava adicionando mais chá até que o professor, estranhando esta atitude, o questionou. Nesta hora, o mestre explicou que o professor estava sendo como a xícara cheia onde não cabia mais nada para ser acrescentado. Se quisesse aprender mais alguma coisa, teria que “esvaziar sua xícara”. Teria que aprender a deixar as suas próprias ideias de lado e verdadeiramente ouvir as palavras do mestre.

Mas, como podemos “esvaziar a nossa xícara” sem cair no erro de aceitarmos qualquer coisa, até comportamentos antiéticos por parte de um professor ou líder? Como podemos “esvaziar a nossa xícara” sem abrir mão de nossa própria dignidade?

Ouvir – Refletir – Realizar. Podemos deixar as nossas opiniões de lado (o que é diferente de simplesmente abrir mão delas) para ouvir e refletir? Podemos fazer um pouco do papel de “advogado do diabo”  conosco mesmos, procurando o fundamento naquilo que ouvimos, dando menos importância às nossas crenças durante este período de investigação? Ao pensar “o meu professor não me entende” será que podemos refletir sobre a possibilidade dele estar nos entendendo até mais que nós mesmos, enxergando alguma coisa que da nossa posição não é possível, devido ao ponto cego em que nos encontramos? Será que podemos abrir mão de nossa arrogância para procurarmos dialogar (de preferência em dokusan, a entrevista formal zen) com este professor, em lugar de simplesmente resolver que ele não serve para nós?

Um excelente recurso para este tipo de investigação é “The Work” (O Trabalho), desenvolvido por Byron Katie. Há bastante material a respeito disponível na Internet, junto com um resumo do seu livro, “Ame a Realidade que pode ser baixado.

Vídeo: Jogo do bonzinho (3) – Corajoso

fevereiro 3, 2014 às 12:43 pm | Publicado em Blogroll, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Uncategorized, Vídeo, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário

Até ontem, imaginei que houvesse terminado de expressar minha visão e sentimentos em relação ao “Jogo do Bonzinho”, um assunto sobre o qual venho querendo escrever já fazia vários anos. Mas, encontrei este vídeo anexado a uma mensagem de um grupo de discussão norte-americano, no meio de uma troca – às vezes encolerizada – de ideias justamente sobre aquilo que alguns enxergam como passividade.

Este vídeo expressa com exatidão o meu desejo para todos os meus alunos e, especialmente, por aqueles que, consciente ou inconscientemente, sofrem do mal do “jogo do bonzinho” – o meu desejo que eles descubram a coragem de se manifestar quando não estão bem com a prática, em lugar de silenciosamente ficarem afastados, distantes sem falar comigo. E onde é o melhor lugar para desenvolver esta coragem? Justamente na nossa prática! Mergulhar dentro de si mesmo até descobrir a sua verdadeira essência, se libertando das máscaras do ego condicionado. Aprender a se posicionar, questionar de forma apropriada, manifestar corretamente os seus sentimentos – ser autêntico e real., livre das amarras do ego condicionado prepotente. O “destemor” ensinado pelo Buda existe e está lá para cada um de nós!

Que todos nós possamos descobrir e cultivar o destemor.

Brave

 

You can be amazing
You can turn a phrase into
A weapon or a drug
You can be the outcast
Or be the backlash
Of somebody’s lack of love
Or you can start speaking up

Nothing’s gonna hurt you
The way that words do
And they settle ‘neath your skin
Kept on the inside
No sunlight
Sometimes a shadow wins
But I wonder what would happen if you

Say
what you want to say
and let the words fall out
Honestly
I wanna see you be brave
With what you want to say
And let the words fall out
Honestly
I wanna see you be brave

I just wanna see you
I just wanna see you
I just wanna see you
I wanna see you be brave

I just wanna see you
I just wanna see you
I just wanna see you
I wanna see you be brave

Everybody’s been there
Everybody’s been stared down
By the enemy
Fallen for the fear
And done some disappearing
Bowed down to the mighty
Don’t run
Stop holding your tongue

Maybe there’s a way out
Of the cage where you live
Maybe one of these days
You can let the light in
Show me
How big your brave is

Say
what you want to say
and let the words fall out
Honestly
I wanna see you be brave
With what you want to say
And let the words fall out
Honestly
I wanna see you be brave

Innocence your history of silence
Won’t do you any good
Did you think it would?
Let your words be anything but empty
Why don’t you tell them the truth?

Say
what you want to say
and let the words fall out
Honestly
I wanna see you be brave
With what you want to say
And let the words fall out
Honestly
I wanna see you be brave

I just wanna see you
I just wanna see you
I just wanna see you
I wanna see you be brave

I just wanna see you
I just wanna see you
I just wanna see you
See you be brave

I just wanna see you
I just wanna see you
I just wanna see you
I just wanna see you
I just wanna see you
I just wanna see you

Corajoso

 

Você pode ser incrível
Você pode transformar uma frase em
Uma arma ou uma droga
Você pode ser o pária
Ou ser a reação
Da falta de amor de alguém
Ou você pode começar a levantar a voz

Nada vai te machucar
Da forma que as palavras te machucam
Quando elas se instalam debaixo de sua pele
Guardadas em seu interior
Sem luz solar
Por vezes, a sombra ganha
Mas me pergunto o que aconteceria se você

Diga
O que você quer dizer
E deixe as palavras se espalharem
Honestamente
Eu quero ver você ser corajoso
Com o que você tem pra dizer
E deixe as palavras se espalharem
Honestamente
Quero ver você ser corajoso

Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu quero ver você ser corajoso

Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu quero ver você ser corajoso

Todo mundo já esteve lá
Todo mundo já foi encarado
Pelo inimigo
Morrendo de medo
E fazendo alguns desaparecerem
Oprimido pelo mais forte
Não corra
Pare de segurar sua língua

Talvez haja uma maneira de sair
Da prisão em que você vive
Talvez um dia desses
Você possa deixar a luz entrar
Mostre-me
Quão grande é sua coragem

Diga
O que você quer dizer
E deixe as palavras se espalharem
Honestamente
Eu quero ver você ser corajoso
Com o que você tem pra dizer
E deixe as palavras se espalharem
Honestamente
Quero ver você ser corajoso
E visto que seu histórico de silêncio
Não vai te fazer bem
Você achou que faria?
Deixe suas palavras serem qualquer coisa, menos vazias
Por que não dizer a verdade?

Diga
O que você quer dizer
E deixe as palavras se espalharem
Honestamente
Eu quero ver você ser corajoso
Com o que você tem pra dizer
E deixe as palavras se espalharem
Honestamente
Quero ver você ser corajoso

Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu quero ver você ser corajoso

Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Ver você ser corajoso

Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu só quero ver você
Eu só quero ver você

letra encontrada no site Letras.mus.br postadas com pequenos ajustes minhas.

Vídeo: 99 problemas

janeiro 31, 2014 às 12:45 pm | Publicado em Blogroll, Compaixão Zen Budista, Meditação em Porto Alegre, Uncategorized, Vídeo, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário
Tags:

Esta palestra da série TED, de Maysoon Zayid, nos leva numa reflexão bem humorada sobre a discriminação e a superação de limites.

“Com graça e humor, a comediante árabe-americana nos leva em uma turnê das suas aventuras como atriz, comediante stand-up, filantropa e defensora dos deficientes.” – TED

Vídeo: Da noite escura da alma a “baroque in rock”

janeiro 27, 2014 às 10:02 am | Publicado em Blogroll, Música, Meditação em Porto Alegre, Prática Zen Budista, Vídeo, Zen Budismo em Porto Alegre | Deixe um comentário

Neste vídeo, a violinista coreana, Ji-Hae Park fala da sua passagem pela noite escura da alma à descoberta do poder da música que transformou a sua vida. Lindo!

Próxima Página »

Blog no WordPress.com. | O tema Pool.
Entradas e comentários feeds.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.149 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: